15 de mai de 2009

Heresia

Assistir sua vã existência
À morte da essêcia
Vital no passado

Queimando
Pelo fogo do ódio ancestral
Por uma vida
Por olhos terrenos

Aquele que vier à luz
Aceitará a escuridão

Guerra do sangue
Diante do fim dos tempos
Ao aroma da impureza
Liberte-se da maldição
Da esfinge do Falso Supremo
Ao seu universo mitico pagão

Leve-o de volta pro caos
Do Impuro
Suje-o, limpe-o e mate-o
Sucumbirá às garras da vingança
Ímpio suplício à Fraqueza
Diante da Coragem
Imaculada da real Criatura Suprema

[Terça, 06 junho de 2006]

Nenhum comentário:

Postar um comentário