28 de jun de 2010

Missão OnDaf

Meu 7 de junho começa um mês antes, quando fico sabendo pelo Carlos Rocha sobre as bolsas para o Winterkurs do DAAD,  um curso de seis semanas pra estudar alemão na Alemanha. O DAAD oferece uma bolsa de 2800 euros + seguro de saúde. A princípio, eu deixei queto, pois um dos pré-requisitos para candidatar-se é o chamado Test OnDaf, no qual eu deveria tirar uma tal nota B1. Não fazia ideia de como chegar a esse resultado, primeiro porque só havia estudado os dois primeiros livros que juntos correspondem ao nível A1; segundo porque língua alemã não é o forte da cidade onde moro. 

Eu fiz uma boa base no curso de alemão oferecido pelo Colégio Dom Barreto, aqui em Teresina. Pensei até em continuar, mas passar 2 níveis em apenas 1 mês é inconcebível em aulas semanais. Sei que tive uma loucura e pedi pro Rafael Marinho baixar uns livros pra mim. Foram os livros da Hueber, Themen 2 e 3, que equivalem aos níveis A2 e B1 de alemão respectivamente. Passei 28 dias - e especialmente noites/madrugadas - estudando esses livros, apesar de saber que isso poderia não ser suficiente. Com a ajuda do dicionário do site Pauker - e bote ajuda nisso! O melhor dicionário online que já achei - e de vários blogs da galera que já passou pelo OnDaf, milhares de visitas às comunidades que falam disso no Orkut e twittadas com o pessoal que também ia fazer o teste esses dias, fui seguindo até a data da prova. De 3 em e dias fazia o teste-exemplo (Beispieltest) do próprio site do OnDaf pra testar meus progressos.

O teste deve ser marcado com antecedência e poucos lugares oferecem. As informações sobre os locais onde se aplicam tais provas estão no próprio site do OnDaf e na página que explica sobre a bolsa do DAAD. Fui encontrar vaga somente na UFPA, para o dia 7 de junho ao meio dia. Através do CouchSurfing encontrei uma menina que já fez o Winterkurs e ela me ajudou a encontrar o lugar da prova, além de ter me dado dicas, contado as histórias da viagem pra Alemanha e ter me apresentado uma galera super legal lá de Belém.

A prova foi um fiasco... mas o resultado me deixou demasiadamente feliz: tirei o tal B1! Fiz 70 pontos numa prova de 160. Pra você conseguir o B1, basta tirar 65 pontos. O nivelamento da avaliação funciona mais ou menos assim:

A1 e A2 - nível básico - até 64 pontos
B1 e B2 - nível intermediário - a partir de 65 pontos
C1 e C2 - nível avançado - ainda não sei quantos pontos, mas o mais próximo de 160.

É uma provinha "simples", na qual devemos preencher as letras que faltam nos finais das palavras e grande segredo tá em não errar muito nas declinações. O caos maior é que são 8 textos e você tem só 5 min pra cada texto. E não se preocupe, pois a página fecha sozinha caso o tempo se esgote! O resultado sai na hora, assim que você termina a prova.


Passado o caos do OnDaf, reuni o resto da documentação e mandei pro DAAD no Rio de Janeiro e espero demasiadamente ser chamada.

O que pude concluir da minha louca jornada foi que os cursos de idiomas enrolam muito a gente. Estudei inglês numa escola de idiomas em Teresina por nada menos que 7 anos e saí de lá sabendo quase diabo algum... O meu estudo intensivo de alemão me rendeu o equivalente a uns dois anos - quem sabe até mais - comparando com uma escola tradicional. 

Minha dica é: na escola de idiomas, aprenda só o básico. Se você quer muito aprender um idioma, existem meios menos mercenários de conseguir isso. Quanto a certificação, fique tranquilo, pois o certificado da escola não vale coisa alguma. Se você precisar comprovar sua proficiência fora do Brasil, você vai ter que fazer outro teste de qualquer forma. 

E se você encontrou esse post perdido por ai e também está louco por que vai fazer o OnDaf, só deixar um comentário com as dúvidas que eu respondo com maior prazer :)
PS: Fui chamada pelo DAAD! Estudei em Düsseldorf por 6 semanas de janeiro a março de 2011 e foi a experiência mais incrícvel da minha vida :DDD


***

Como recebi muitos comentários com perguntas sobre plano de estudos e materiais, escrevi este post extra. Clique aqui para acessar o post com algumas dicas e links! :)

Por favor, não publiquem seus endereços de email aqui! Escrevam as dúvidas para ehocaos@hotmail.com que eu respondo direitinho ^^


E como sempre demoro a respoder os emails (desculpa desculpa desculpa!) aqui vai um link com os materiais que usei. Os arquivos em formato .djvu podem ser convertidos pra .pdf aqui.

22 de jun de 2010

Como resolver o problema das postagens repetidas

Essa semana decidi mudar o template do blog. Aí me aconteceu de as postagens aparecerem repetidas na página inicial, além de conter dois elementos de página intitulados "Postagens do Blog". Vi que isso não aconteceu só comigo e muita gente não conseguiu resolver e teve que buscar outro template. O problema acontece com alguns modelos e tem uma solução bem simples.

No painel inicial vá em Design e clique em Editar HTML. Aperte crtl+F pra abrir o mecanismo de busca do seu browser - no meu caso, o Chrome abre um campo de busca no canto superior direito. O Firefox abre o campo no canto inferior esquerdo - e digite "Postagens no Blog" (sem as aspas). Vão aparecer dois códigos assim:

< b:widget id='Blog1' locked='true' title='Postagens no blog' type='Blog' / >
< b:widget id='Blog11' locked='true' title='Postagens no blog' type='Blog' / >

Delete um deles - no meu caso, deletei o que apareceu "Blog 1" -  e salve o modelo e clique pra visualizar. Se tiver tudo ok, clique para salvar o modelo. O Blogger vai perguntar se você realmente deseja excluir o widget "Blog 1". Clique em ok e prossiga. Veja lá se deu certo. Espero ter ajudado!