20 de nov de 2007

Esticestus Vunestus Onec Loi Ihner Final Beta

O Mor Az Odos Entarem5 Gir Nsanamente 4

A volúpia do vulto vidente vive o verso² que volta no³ vento,
Fazendo¹ às vezes zoologias vazias em Veneza,
Tapando o tormento tempestuoso e intemperado desta terra tramitante,

Trajante em tangerinas ligeiras e sujas que se juntam à janela de Júlia,
Arando a areia do coreto,
Imprudente despeito por perto da ponte...



NOTA: Um doce pra quem adivinhar o que está escrito...Está demoniacamente difícil!! Talvez nem eu mesma saiba o que é isto amanha...hahahahahahaha Dica: Siga os 666 números para resolver.

NOTE: A candy for the one who guess what is written ... It´s "demoniacaly" difficult! Perhaps even myself will not be able to know what it means tomorrow ... hahahahahahaha Hint: Flollow the 666 numbers to solve it.