2 de set de 2013

Jejum - dia #1

Não faça jejum sem orientação e bastante pesquisa! E lembre-se de que as coisas que contarei aqui representam minha experiência, que não necessariamente irá se repetir em outro indivíduo. Leia este post para entender porque estou fazendo jejum de água.

Estou com 45.5 kg e a mais de 24 horas sem comer, somente bebendo bastante água. Até agora não senti fome. Não significa porém que não tenho vontade de comer. Significa apenas que não preciso comer, já que reconheço estar passando pela fome psicológica e não a fome verdadeira. E quando estou fazendo alguma coisa, por exemplo jogando xadrês ou brincando com meu gato, nem lembro que "quero" comer.

Até agora, além da língua esbranquiçada, não notei muitos sintomas desencadeados pelo jejum. Senti uma leve dor de cabeça, mas que certamente foi provocada pela luz da tela do computador. Na verdade, há poucas horas, me senti bastante enérgica: limpei a casa, as louças, troquei a terra das plantas e mais! Também achei mais fácil me concentrar enquanto falo com as pessoas. Quanto à concentração na leitura, ainda não consegui atingir um foco ideal - talvez por ter escolhido ler Isaac Asimov ao invés de algo simples como Paulo Coelho.

Meu estômago ainda não "reclamou", somente solta alguns ruídos bem leves de duas em duas horas.

Já meu marido teve um primeiro dia bem difícil, o que é estranho, já que ele tem hábitos (corrida todos os dias, academia, meditação) mais saudáveis que os meus (domir até depois do meio dia, caminhadas bem raras, nada de academia). Mais ou menos após 20 horas depois do começo do jejum ele começou a sentir tonturas, náuseas e eventualmente acabou vomitando bastante.

Amanhã pela manhã vou procurar cogumelos na floresta. À tarde eu e meu marido vamos visitar uns amigos - se ele estiver se sentindo melhor.

Um comentário:

  1. Talvez o começo seja mais difícil para alguns, o que explicaria o mal-estar do seu marido; espero que ele melhore.
    Xadrez é um jogo maravilhoso, só tome cuidado para ele não consumir muito suas energias, pois precisará delas para administrar o jejum até o fim.

    ResponderExcluir